Rádio Resistência

Notícias

11/04/2018

MSTTR abre Seminário Político em defesa da liberdade de Lula

Representantes do Sindicato dos Bancários de Sergipe participaram da mesa de abertura do Seminário

Seguindo a tradição de resistência, o Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) abriu o anual “Seminário Político Estadual dos Trabalhadores(as) Rurais: participação política e poder, nós também podemos”. O evento foi realizado na manhã desta quarta-feira (11) e teve a missão de debater o cenário político em curso no Brasil e apontar as saídas para a classe trabalhadora. Na saudação inicial, a oposição à prisão política do ex-presidente Lula e ao estado de exceção e repressão do País foram os tópicos destacados.   

Uma representante do MSTT, Viviane, leu um trecho do ‘Recado de Lula’ no momento da prisão no ABC paulista: “Nenhum fardo é tão pesado que não se possa carregar. Foi à ideia de um país mais justo que embalou os nossos melhores e mais generosos sonhos: um país sem fome, com casa e emprego para todos e todas. Já fui preso uma vez. Não tenho medo do que estar por vir. Enquanto me restar um minuto de vida será para lutar pela dignidade do nosso povo. Se me prenderem e eles não me deixarem andar: eu andarei pelas pernas de vocês. Se eles não me deixarem falar: eu falarei pela boca de vocês. Se meu coração parar de bater: baterá pelo coração de vocês. Não é de mim que eles têm de ter medo: eles têm de ter medo é de vocês”.

Intervenções A mesa de abertura do Seminário foi dirigida pelo presidente da Fetase, Antônio Oliveira, ao lado de representantes de sindicatos rurais, CTB e partidos políticos. Participaram do dispositivo o presidente da CTB, Adêniton Santana; vice-secretária Nacional da Mulher da CTB, Ayres Nascimento; presidenta do Sindicato dos Bancários de Sergipe, Ivânia Pereira; representantes do PCdoB/SE, Edval Gois e do PT/SE, Jefersson Lima e Cássio Murilo.   

A prisão de Lula e o projeto neoliberal em curso de redução do papel social e do Estado Democrático e de Direito foram destaques nas intervenções. Em sua saudação, Ivânia Pereira afirmou que “tem orgulho da Fetase porque além de organizar a luta, prepara e estimula suas fileiras a falar de política”. Ayres afirmou que “defender a liberdade de Lula é defender o estado democrático de direito”. Adêniton Santana emocionado afirmou que “Lula demonstra que tem muita fibra. E aqui fora, temos o dever de lutar para libertar o companheiro. Essa não será uma tarefa fácil, mas é uma tarefa gratificante. Ele receberá o prêmio Nobel da Paz, o que envergonhará o Judiciário brasileiro”. Edival Gois destacou afirmou que “é com muita alegria que mais uma vez participo de edição do seminário político do MSTRR.  Esse seminário é importante para ajudar a elevar o nível de consciência das lideranças sindicais para que possam conhece melhor a política. Seminários como esse abrem a mente e ajudam a apurar a consciência politica”.

Ascom SEEB/SE