Rádio Resistência

Notícias

10/10/2018

Vida longa ao Banco do Brasil!

Editorial Jornal Resistência da Edição 1280 saúda os 210 anos do Banco do Brasil 

O governo golpista de Michel Temer e seus aliados mantêm o desmonte e as ameaças de privatizações às empresas públicas. Nessa triste e difícil conjuntura, o Banco do Brasil (BB) completa 210 anos de existência, foi fundado em 12.10.1808. Em Sergipe, a instituição chegou há mais de um século, em 01.12.1916. Além do papel generoso da Caixa Econômica, sem o BB e Banco do Nordeste (que são responsáveis por 70% do crédito agrícola), os alimentos seriam tão caros que a fome se alastraria pelo país.

O desmonte não cessa. O governo já cortou mais de 21,2 mil empregos nos últimos dois anos na Caixa e no BB. No BB, ações como o incentivo à aposentadoria e mudança na estrutura de atendimento resultaram na saída de mais de 16 mil pessoas, sendo quase 12 mil apenas nos últimos dois anos. O corte atingiu até os estagiários, no BB, o número despencou em 60% em dois anos.

Em Sergipe, os bancos públicos também são fundamentais e estão presentes na maior parte dos 75 municípios. Hoje, o total de funcionários e funcionárias na ativa no BB caiu para 608.

Em 17 de fevereiro de 2017, com a anunciada ‘Reestruturação do BB’, a estrutura foi reduzida em todas as áreas com fechamento de mais de 400 agências no país. Em Sergipe, nesse pacote de maldades, três unidades foram fechadas na capital sergipana: Aracaju, Santo Antônio e Desembargador Maynard. No interior, duas foram transformadas em PAA: Itabaiana e Moita Bonita.

Agências na capital e no interior

Atualmente, o BB mantém 49 prefixos e oito postos de atendimento (PAA). Na grande Aracaju, são 17 agências, incluídos aí os municípios de São Cristóvão (duas agências) e Nossa Senhora do Socorro também com duas agências. Na capital, o BB conta com as seguintes agências: Siqueira Campos, Francisco Porto, Augusto Franco, Coroa do Meio, DIA, General Valadão, Setor Público (Governo), Jardins, Estilo Aracaju, Estilo Garcia, São José, Foz do São Francisco (Empresarial) e Escritório Digital. Conta ainda com (06) unidades denominadas de áreas estratégicas, a saber: AJURE, Superintendência Regional, Superintendência Estadual, SERET, SESMT e a Plataforma PSO.

No interior sergipano estão instaladas 36 agências e oito PAAs: Porto da Folha, Propriá, Lagarto, Poço Verde, Salgado, Simão Dias, Riachão do Dantas, Tobias Barreto, Campo do Brito, Frei Paulo, Carira, Ribeirópolis, Itabaiana, Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora da Glória, Canindé do São Francisco, Itaporanga d’Ájuda, Estância, Umbaúba, Arauá, Itabaianinha, Boquim, Carmópolis, Neópolis, Aquidabã e Capela. Ainda no interior sergipano estão instalados PAAs do BB, são eles: Nossa Senhora de Lourdes, Itabaiana, Monte Alegre, Moita Bonita, Poço Redondo, Tomar do Geru, Pacatuba e Macambira. Na cidade de São Domingos o prédio do BB continua desativado, em função de ataques de quadrilhas especializadas em roubos a bancos. Dos prédios que sofreram a ação quadrilhas de bancos, estão desativadas as agências do BB em Carira, Itabaianinha e Macambira.

Se concretizada a onda de privatização dos bancos públicos, os prejuízos serão incalculáveis para a sociedade brasileira.

Vida longa ao Banco do Brasil!