Rádio Resistência

Notícias

08/01/2020

Governo Bolsonaro convoca Morgan Stanley para iniciar privatização da Caixa

Banco de investimento estadunidense deve assessorar o presidente da Caixa, Pedro Guimarães - que é genro de Léo Pinheiro -, na venda da Caixa Seguridade, dando início ao processo de privatização da instituição

investimento estadunidense Morgan Stanley para dar início ao processo de privatização da Caixa Econômica Federal (CEF) a partir de seu braço de seguros, a Caixa Seguridade.

Segundo reportagem do jornal O Estado de S.Paulo, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães – que é genro de Léo Pinheiro, ex-executivo da OAS que mudou sua delação para incriminar Lula – será uma espécie de garoto-propaganda do processo de privatização, participando de “roadshows” mundo afora com agentes do sistema financeiro

planos da Caixa incluem o pedido da oferta pública inicial de ações junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) no início de fevereiro e a precificação da operação em abril.

A privatização da Caixa Seguridade servirá de modelo para outras áreas que devem ser vendidas pelo banco estatal. O próximo da fila é a operação de cartões, cuja venda está prevista para junho.

Para entender os riscos da privatização da Caixa, Fórum entrevistou Jair Pedro Ferreira, presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae