Rádio Resistência

Notícias

29/09/2020

Movimento d@s bancári@s cobra do Bradesco reuniões para discutir demissões

Bradesco enviou um comunicado aos funcionários e funcionárias informando que irá conceder um benefício adicional no desligamento sem justa causa. Porém, havia assumido compromisso de não demitir durante a pandemia

Ação desrespeita o compromisso firmado com o movimento sindical, em abril deste ano, de não desligar bancários durante a pandemia da Covid-19
 

A Comissão de Organização de Empresa (COE) do Bradesco cobra uma reunião com o Bradesco para debater o comunicado enviado nessa segunda-feira (28) a@s funcionári@s. Na tarde de hoje (29.09), a COE Bradesco se reuniu, por videoconferência, para discutir o assunto.

O texto do documento informa que o banco irá conceder um benefício adicional no desligamento sem justa causa por conta da pandemia de coronavírus (Covid-19). De acordo com as lideranças do COE, no texto o banco ignorar o fato de terem lucrado mais de R$ 7 bilhões neste ano. Pior, desrespeita o compromisso firmado com o movimento sindical, em abril deste ano, de não desligar bancári@s durante a pandemia de Covid-19.

O movimento sindical reafirma que o compromisso da luta é com a garantia de empregos de todos os bancários.

Além das demissões serem sem justa causa, há casos de funcionários com histórico de adoecimento causado pelo trabalho no banco. Trata-se de uma total falta de sensibilidade e de responsabilidade social com os trabalhadores, que foram verdadeiros heróis com sua atuação em plena pandemia, O banco precisa abrir canal de debate o quanto antes para discutir a suspensão dos desligamentos.