Rádio Resistência

Notícias

12/06/2021

Bancárias e Bancários da Bahia e Sergipe lutam pela vacina em Brasília

Os presidentes da Feebbase, Sindicato da Bahia e Sindicato de Sergipe vão expor os dados que revelam o alto índice de contaminação nas agências

 

A inclusão dos trabalhadores dos bancos no Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a covid-19 será tema da reunião que a Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe e sindicatos terão nesta terça-feira (15/6), em Brasília, com representantes da Secretaria do Trabalho e Previdência do governo federal.

Na reunião, o presidente da Feebbase, Hermelino Neto; do Sindicato da Bahia, Augusto Vasconcelos e a presidenta do Sindicato de Sergipe, Ivânia Pereira, apresentarão dados que revelam o alto índice de contaminação nas agências e o aumento do número de óbitos de trabalhadores do setor em virtude da covid-19. Entre o primeiro trimestre de 2020 e o mesmo período de 2021, o encerramento dos contratos por falecimento no setor cresceu 176,4%, segundo dados do Dieese.

Os dirigentes sindicais se encontrarão também com o secretário do Trabalho do governo federal, Bruno Dalcomo, e o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco. Aproveitarão a viagem também, para falar com parlamentares e outras autoridades sobre a vacinação da categoria.

Vacina já

Desde o fim do ano passado que as entidades sindicais cobram a vacinação dos trabalhadores dos bancos. O Comando Nacional dos Bancários já havia enviado dois ofícios com o pedido ao Ministério da Saúde e nesta sexta-feira (11), conseguiu falar diretamente com o ministro Marcelo Queiroga sobre a necessidade de inclusão deste público no PNI.

A Feebbase e os sindicatos da Bahia e Sergipe também têm buscado a inclusão nos planos estadual e municipal.

Na última sexta-feira (8), os bancários e bancárias chegaram a aprovar uma greve de 24 horas na terça-feira (8), que foi suspensa após o agendamento da reunião com o governo federal.