Rádio Resistência

Notícias

11/11/2021

Entidades retomam negociações presenciais com o BNB

Representação dos trabalhadores obteve compromisso da direção do banco com relação ao teletrabalho, trabalho remoto e passivos trabalhistas

 

A Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB) se reuniu com a direção do banco na quarta-feira (10) para debater várias pautas de interesse do funcionalismo. A reunião foi presencial, seguindo todos os protocolos de segurança sanitária, na sede administrativa do BNB, no Passaré, em Fortaleza – CE.

“A retomada das negociações presenciais com o BNB foi muito positiva. Obtivemos compromissos importantes da direção do banco, com relação ao teletrabalho, trabalho remoto e passivos trabalhistas”, avaliou o secretário-geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Gustavo Tabatinga, que representou a entidade na negociação com o banco.

Trabalho remoto

O BNB anunciou que deve implementar o trabalho remoto em algumas áreas, mas questionado pelo secretário-geral da Contraf-CUT, garantiu que todo o processo será negociado com as entidades representativas dos trabalhadores. Gustavo enfatizou ainda que, se necessário, seja construído, em negociação com as entidades, um acordo coletivo específico sobre trabalho remoto, a exemplo do que foi feito em outros bancos.

Com relação ao teletrabalho, o banco informou que apenas 90 funcionários ainda exercem suas funções nesta modalidade por conta da pandemia. Segundo o banco, a situação desses funcionários é avaliada periodicamente pelo GT de teletrabalho.

“É importante destacar que o GT de Teletrabalho é fruto de um acordo coletivo, construído com as entidades sindicais, e que existe representação dos trabalhadores no grupo, que é constituído de forma paritária entre o banco e as entidades de representação sindical”, destacou a coordenadora da CNFBNB e diretora do SEEB/CE, Carmen Araújo.

Concurso

O banco informou ainda que existe um esforço para que, em 2022, seja realizado um novo concurso específico para contratação de novos funcionários, sobretudo para a área de tecnologia da informação.

Plano de Funções

A representação dos trabalhadores questionou a respeito do recém anunciado plano de funções das agências, sobretudo com relação a ações judiciais de 7ª e 8ª horas. Segundo levantamento da CNFBNB, há ações desse tipo em vários estados, sobretudo no Piauí e Alagoas. Gustavo Tabatinga solicitou a abertura de diálogo para tratar sobre esses passivos.

O banco disse que há espaço para diálogo mediante respaldo da área jurídica do BNB para cada caso. O plano deve ser implementado a partir de 3 de janeiro, mas o BNB informou que há espaço para diálogo com as entidades quanto a ajustes pontuais.

Covid-19

A CNFBNB solicitou a intensificação de campanha periódica de incentivo ao cumprimento de medidas sanitárias de segurança dentro das agências e ambientes e o uso de itens de segurança individuais, mesmo entre funcionários que já estão vacinados. De acordo com o banco, 99,92% do quadro funcional da instituição já está devidamente imunizado.

Microcrédito

As entidades representativas demonstraram preocupação com a licitação para gestão do CrediAmigo, um programa de alto impacto social sobretudo diante da crise econômica atual agravada pela pandemia. O BNB informou que está acompanhando atentamente todo o processo e que tem interesse em ampliar o programa.

Calendário

O banco e a CNFBNB devem retomar as mesas permanentes de negociações mensais a partir de fevereiro de 2022, seguindo até o mês de junho.

Fonte: Contraf-CUT, com informações do Seeb/CE