Rádio Resistência

Agenda

24/06/2022

Fruto da luta, Feriado de São João em Aracaju completa 13 anos

Em Aracaju, a instituição do feriado junino ( 24 de junho) é fruto da vitoriosa luta dos bancários e bancárias

Das lutas, as vitórias precisam ser revisitadas e comemoradas sempre! 

Este ano, por exemplo, em Aracaju, o feriado de São João, 24 de Junho (instituído em 2009), há 13 anos, é um símbolo dessa história de lutas e conquistas.

Ou seja, em pouco mais de uma década, na capital sergipana, no Dia de São João, as agências bancárias funcionavam, era expediente normal. Os bancários e bancárias tinham de ir ao batente. 

Diferente, o comércio fechava as portas. E além dos funcionários e funcionárias dos bancos, outras categorias também trabalhavam (carteiros, empregados (as) da indústria, vigilantes, agentes de limpeza, etc.).

“O feriado de São João em Aracaju é fruto de ação política da nossa categoria. Sancionada pelo prefeito Edvaldo Nogueira, a lei municipal proporcionou o conjunto da população aracajuana a comemorar a festa junina, sem se preocupar com o trabalho no dia seguinte”, relembra a presidenta do SEEB/SE, Ivânia Pereira.

 

Saiba Mais

 

Em Aracaju, a lei municipal nº 3805, a Lei do Feriado de São João foi sancionada no dia 14 de dezembro de 2009, na gestão do prefeito Edvaldo Nogueira.  “Na época, a diretoria do SEEB/SE buscou o então vereador Valdir Santos, que apresentou o projeto e conseguiu a aprovação unânime na Câmara de Vereadores de Aracaju, no dia 3 de dezembro de 2009”, conta Ivânia Pereira.

Além de Aracaju, os municípios que também decretaram feriado próprio no dia 24 de junho são Boquim, Campo do Brito, Canhoba, Estância, Indiaroba, Itabaianinha, Itabi, Itaporanga D'Ajuda, Japoatã, Japaratuba, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora das Dores, Pedra Mole, Rosário do Catete, Santo Amaro das Brotas, São Cristóvão, Simão Dias, Siriri e Umbaúba.

 

Por Déa Jacobina. Ascom SEEB/SE