Rádio Resistência

Notícias

21/06/2022

Começa nesta quarta o debate dos pontos da minuta entre Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban

#BoraGanharEsseJogo Começa a queda de braço da categoria com Fenaban 

 

O Comando Nacional dos Bancários entregou a minuta de reivindicações da categoria à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e já tem as datas das negociações para debater todos os pontos do documento. Esse calendário foi definido durante a entrega da pauta, que aconteceu no último dia 15/06.

A primeira rodada de negociação acontece nesta quarta-feira (22/06). Já na próxima segunda-feira (27/06), o Comando Nacional e a Fenaban voltam a debater os pontos da minuta (Veja o Calendário de Negociações).

A categoria entra na briga para conquistar reajuste salarial com a reposição da inflação mais aumento real de 5%, nos salários e demais verbas econômicas (INPC+5%), garantia de emprego, melhores condições de trabalho e manutenção dos direitos contidos na atual Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

A minuta tem ainda outros itens importantes: manutenção dos direitos e dos empregos, aumento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR), combate ao assédio moral e fim das metas abusivas.

Entre as cláusulas sociais estão questões referentes à saúde, já que um terço dos trabalhadores usam medicamentos controlados. Vale lembrar que mesmo com as crises econômica e sanitária, o setor bancário segue com lucro bilionário. No primeiro trimestre do 2022, o lucro líquido dos cinco maiores bancos do país foi de R$ 28 bilhões.

O golpe!

Este ano, a categoria precisa estar mais forte e mais unida. A Campanha Nacional dos Bancários não conta com o princípio da ultratividade, extinta pela reforma trabalhista de Michel Temer, em vigor desde 11 de novembro de 2017.

Era a ultratividade que garantia a manutenção de todos os direitos contidos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) até a renovação de outra CCT. Com o golpe, os direitos da nossa categoria estão ameaçados. Lembramos, a data-base dos bancários e bancárias é 1º de setembro.

Entre conquistas obtidas por meio de muita mobilização e negociação dos sindicatos estão a PLR, vales alimentação e refeição, auxílio-creche, licença maternidade de 6 meses, bolsa graduação e pós graduação. Tudo corre risco atualmente.

#BoraGanharEsseJogo! Bora garantir e conquistar novos direitos.