Rádio Resistência

Notícias

14/11/2019

Negociação com a Federação Nacional dos Bancos está suspensa

NEGOCIAÇÃO ENTRE COMANDO DOS BANCÁRIOS E FENABAN TEVE UMA PAUSA 

Ivânia Pereira está acompanhando o desenrolar da reunião emergencial do Comando Nacional dos Bancários com a Fenaban. Sobre o assunto, Ivânia Pereira enviou um áudio para os grupos da categoria no WhatsApp 

Em reunião hoje (14) com a Fenaban, o Comando Nacional dos Bancários afirmou o repúdio à MP 905. As instituições financeiras informaram que 40 bancos já haviam manifestado que iriam cumprir, de imediato, a Medida, com jornada de 44 horas para todos, de segunda a sábado. No contraponto, o Comando comunicou que se eles aplicarem a MP vão reabrir a Campanha Nacional. A reunião acontece no Rio de Janeiro. O Comando dos Bancários cobrou a não aplicação do aumento da jornada; o não trabalho aos finais de semana e o compromisso de PLR só com negociação com os sindicatos.

Os bancos pediram uma pausa e a negociação está suspensa aguardando resposta.

A presidenta do Sindicato dos Bancários de Sergipe, Ivânia Pereira está acompanhando o desenrolar da reunião emergencial do Comando Nacional dos Bancários com a Fenaban, sobre a MP 905.  Sobre o assunto, Ivânia Pereira enviou um áudio para os grupos da categoria no WhatsApp. A sindicalista afirma que o SEEB/SE já acionou o setor Jurídico que estuda medidas judiciais para impedir a concretização da MP 905. Porém, ela destaca que as ações judiciais e a agenda do Comando dos Bancários com a Fenaban por si só não serão suficientes: “É necessário tranquilidade e ao mesmo tempo ficarmos em alerta para nos prepararmos para uma grande luta nacional para impedir tanta agressão aos direitos conquistados. E mais do que nunca, a união é a chave para não permitirmos mais retirada de direitos”, afirmou Ivânia Pereira.

Ascom SEEB/SE com Fonte: Contraf  

O que você pode fazer?

Bancárias e bancários devem pressionar deputados e senadores para que votem contra a MP 905.  Uma forma é o envio de mensagens através de e-mails ou por quaisquer outros meios, dizendo aos parlamentares que são contra essa medida.

O movimento sindical estará lutando em várias frentes. Será fundamental a mobilização de cada um na defesa dos direitos conquistados.

Trabalho aos sábados e feriados

A MP 905 revoga a lei 4.178, de 1962, que proibia a abertura de agências bancárias aos sábados. Mas não para por aí: além de tirar dos bancários o descanso aos sábados, a MP de Bolsonaro também permite que a categoria trabalhe aos domingos e feriados. Ou seja, se a MP for de fato aprovada pelo Congresso Nacional, vai acabar o “sextou” dos bancários (Fonte: Spbancarios)

Fonte: Contraf