Rádio Resistência

Notícias

07/06/2021

Em carreata, bancárias e bancários pedem socorro para ser incluídos nos planos prioritários de vacinação

Greve da categoria será nesta terça-feira (08), a partir de zero hora*.

Nesta segunda-feira (07/06), às 19h, tem Plenária dos Bancários e Bancárias da Bahia e Sergipe

#BancáriasEbancáriosPedemSocorro

 

Para cobrar a inclusão da categoria entre os grupos prioritários nos Planos Nacional, Estadual e Municipal de Imunização, o Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB/SE) iniciou o mês de junho com nova agenda de mobilização.

Nesse sábado (05), uma carreata cortou ruas da capital sergipana e no encerramento, no Farol da Farolândia (Unit), fez um ato relâmpago. No carro-de-som e mini trio-elétrico, os dirigentes sindicais pediram literalmente “SOCORRO”. O cortejo aconteceu no dia após a categoria deliberar pela adesão à greve de 24 horas, a ser realizada nesta terça-feira (08/06). A assembleia aconteceu virtualmente, no último dia 03, e obteve a adesão de 86% dos participantes.      

AVISO de GREVE

O Aviso de Greve está no site, nas redes sociais e carro de som que circula no centro e bairros da cidade para comunicar a paralisação e pedir mais uma vez apoio à população ao justo pleito.

“Desde o início da pandemia, a nossa categoria está na lista de atividades essenciais, conforme Decreto 10.282 de março de 2020. Mas, de forma incoerente, mesmo tida como atividade essencial, os governos negam incluir os bancários e bancárias entre os grupos prioritários no Plano de Vacinação contra a COVID-19. Sem acesso às vacinas, os colegas estão diariamente enfrentando os riscos da contaminação desse vírus. A situação é gravíssima. Nos últimos 12 meses, a Covid matou em todo país 473 trabalhadores// de agências bancárias”, vem afirmando a presidenta do SEEB/SE, Ivânia Pereira.

A sindicalista pede à população que não compareça às agências bancárias. “Decidimos em assembleia parar como forma de demonstrar a indignação com crescente grau de contaminação pela Covid nas agências bancárias: pelo grande número de bancários que estão contaminados, internados e entubados. Em Sergipe, lamentamos as 12 mortes de bancários e bancárias. Isso é gravíssimo. A categoria está adoecendo a cada dia e a paralisação foi a forma que encontramos de dizer aos nossos governantes que precisam cumprir com a parte deles, garantir a vida do seu povo”, cobrou Ivânia Pereira Ainda.

Na sede do sindicato, a reportagem da TV Atalaia entrevistou a presidenta e presidente do SEEB/SE e CTB/SE, respectivamente Ivânia Pereira e Adêniton Santana. 

No carro de som pelas ruas da cidade, Adêniton Santana explicou que o Sindicato dos Bancários defende vacina para todos. Porém disse que "na ausência de vacinas, é prudente vacinar com prioridade os bancários e bancárias para que o vírus não se alastre de forma tão rápida. Nada mais justo vacinar bancários, porque estaremos protegendo não apenas a categoria como muita gente: os familiares desses trabalhadores, cliente e usuários dos bancos”. 

Para o secretário de Comunicação do SEEB/SE, Adilson Azevedo, “em um momento de turbulência pandêmica que passam os brasileiros, somado ao negacionismo do presidente da República de propagar o falso tratamento precoce, muitas mortes já aconteceram e famílias estão sendo derrotadas com essa inconsequente decisão de quem não valoriza as pessoas. O nosso sindicato se faz presente nas ruas de Aracaju em carreata pedindo VACINA JÁ para os (as) bancários (as), por entender que os bancos concentram um grande foco transmissor do coronavírus. Pedimos ao governo do estado e ao prefeito de Aracaju que definiram os bancários como uma categoria essencial, façam sua parte como gestores apliquem vacinas na categoria bancária, pois já são em Sergipe 12 mortes e mais 700 infectados”.

ASCOM SEEB/SE