Rádio Resistência

Notícias

20/05/2022

Aumenta o índice de famílias com as contas em atraso

Com tudo mais caro, o nível de endividamento dos trabalhadores aumenta, sem nenhuma previsão de melhora. Em abril, 77,7% das famílias brasileiras possuíam ao menos uma dívida em atraso. O nível é o mais alto já registrado desde 2010.


Segundo pesquisa da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), o índice subiu 0,2% no mês passado. Na comparação ao mesmo período de 2021, a elevação foi de 10,2%.


O cartão de crédito segue como o tipo de dívida mais comum entre os consumidores, mesmo oferecendo os custos mais elevados. O endividamento na modalidade chega a 88,8%.