Rádio Resistência

Notícias

15/06/2022

Bolsonaro já privatizou 36% das empresas estatais

Projeto entreguista não tem nenhum compromisso com a retomada do desenvolvimento econômico e social.

Bolsonaro deteriora o patrimônio nacional. Em apenas três anos e meio, o atual governo privatizou 36% das estatais. O número de empresas públicas despencou de 209 para 133, de acordo com o próprio Ministério da Economia. 

Desde o início do mandato, o presidente e a equipe econômica deixaram claro que o objetivo era entregar as empresas e bancos públicos a preço de banana ao capital privado. Não à toa agentes do mercado estão no comando das empresas. É o caso de Pedro Guimarães, presidente da Caixa.

O projeto entreguista não tem nenhum compromisso com a retomada do desenvolvimento econômico e social. Pelo contrário. Deixa o Brasil refém do grande capital internacional, que só quer lucrar.  

Os dados mostram que entre as estatais privatizadas estão a BR Distribuidora, TAG (Transportadora Associada de Gás), Codesa (Companhia Docas do Espírito Santo), além da mais recente desestatização da Eletrobras.

Outras empresas e bancos públicos estão na mira privatista, como os Correios, Caixa, Banco do Brasil e BNDES. Já em processo de estudos estão a Petrobras e a PPSA (Pré-Sal Petróleo AS). 

Economistas e entidades representativas alertam há muito tempo que não há nenhum benefício nas privatizações. Pelo contrário, só prejudica ainda mais a economia brasileira.