Rádio Resistência

Notícias

19/11/2020

Empresa não dá suporte a trabalhador em home office

Até mesmo em meio a uma crise sanitária, o lucro acima de tudo fala mais alto. No Brasil, 60% das empresas não deram suporte aos trabalhadores que foram colocados para exercer as atividades em teletrabalho devido à pandemia de Covid-19.


O relatório global da empresa de tecnologia NTT Ltd aponta que, ao mesmo tempo em que acreditam que os funcionários precisam estar no centro do design dos espaços de trabalho do futuro, a maioria das empresas reconhece que não mudou as políticas para prestar suporte durante a pandemia. 


Em muitos casos, os trabalhadores e trabahadoras em home office tiveram que usar os próprios equipamentos, como celulares, telefones, computadores, rede de internet, entre outros para continuar a rotina de trabalho. 


Segundo a pesquisa, apenas 40% das empresas afirmaram ter feito alguma alteração. Já a média global de modificações ficou em 30,7%. Além disso, 84% das companhias brasileiras concordam que cabe ao empregado a escolha de trabalhar no escritório. Nenhuma preocupação com as condições de trabalho e saúde dos funcionários.