Rádio Resistência

Notícias

22/11/2021

DENÚNCIA Serviço de pintura durante expediente do Banese mascara Covid-19

Desinfecção de ambiente após casos positivos do novo vírus é realizada pelos próprios funcionários terceirizados da agência

 

O Sindicato dos Bancários de Sergipe (SEEB/SE) recebeu denúncias de funcionários da agência Siqueira Campos do Banco do Estado de Sergipe (Banese) que apontam o banco de negligenciar protocolos da Saúde, com funcionários e colaboradores e de contribuir para mascarar os sintomas da Covid-19.

A semana passada, ao autorizar serviços de pintura na unidade durante o expediente interno, funcionários passaram a se queixar de ‘ardência na garganta e nos olhos, coriza, dor de cabeça e náuseas’.

“Segundo os funcionários, esses sintomas foram, inicialmente, relacionados à alergia à tinta, o que mascarou algo mais grave. Porém, ao fazerem o exame PCR (teste de diagnóstico para coronavírus) entre os colaboradores foi constatado quatro casos da Covid 19, sendo dois funcionários efetivos e dois terceirizados”, explica o funcionário do Banese e diretor interino de Secretaria de Saúde e Condições de Trabalho do SEEB/SE, Halim Mauad Filho. 

 “Se pensarmos que no dia de ontem (21/11) foram diagnosticados cinco novos casos de Covid no Estado de Sergipe, o número de quatro casos positivos em apenas uma agência bancária de Aracaju, configura-se um índice alarmante de contaminação”, afirmou Halim Mauad

Desinfecção de ambiente após contaminação

Ainda de acordo com as denúncias, no Banese, a desinfecção de ambiente após casos positivos do novo vírus continua sendo realizada pelos próprios funcionários terceirizados. Na agência Siqueira Campos, esse procedimento é realizado por um único funcionário. “Lamentavelmente, o protocolo do banco não especifica como deve ser a desinfecção na agência em casos de contaminação. Dessa forma, o terceirizado sozinho, sem técnica, condições adequadas e sem tempo executa o serviço”, afirma Halim Mauad.

Segundo o dirigente sindical, no início da pandemia, em casos de Covid no Banese, a desinfecção era realizada por empresa especializada. Porém, o banco alegando necessidade de redução de custos, não renovou esse contrato.   

ASCOM do SEEB/SE